EnglishPortuguêsEspañol

EnglishPortuguêsEspañol

Landing Pages: o que são e como fazer?

Landing Pages bem feita pode ser um grande diferencial para o seu Marketing Digital funcionar. Isso porque a conversão fica muito mais fácil quando temos caminhos bem planejados para a entrada de clientes.

Ter uma boa landing page é uma questão de prática e tentativa. Nesse artigo vamos explicar melhor como fazer uma página de conversão bem feita e quando é a hora certa de usá-la.

Vem conferir!

O que é uma landing page?

Uma landing page, no contexto do marketing digital, é uma página do seu site que tem como foco a conversão. Isso significa que o foco dessa página é oferecer ao cliente uma troca: uma oferta única de valor.

A oferta de uma landing page pode tanto ser direta, já oferecendo o produto que traz lucro à empresa, quanto indireta, focando na geração de leads através da entrega de valor. Ambas as formas estão corretas e têm momentos próprios para uso.

Porque usar landing pages no Marketing Digital?

Usar landing pages é muito importante para o marketing digital, já que são a principal forma de converter clientes. Você pode até aplicar formulários de conversão em páginas não otimizadas para isso, mas apenas uma página de conversão bem trabalhada irá trazer o resultado que você espera.

Por isso é tão importante ter landing pages estruturadas para seus diferentes produtos e propostas de valor. O que você oferecerá na página de conversão depende, na verdade, do tipo de landing page que está fazendo.

Tipos de landing page

Como descrevemos acima, você pode oferecer na sua landing page tanto o seu produto como algum material que tenha algum valor para seu cliente em troca de informações.

Oferta Direta

Quando você trabalha uma oferta direta, direcionada para o seu produto final, precisa também fazer um pouco mais de trabalho na landing page. Isso porque as páginas de conversão de produto costumam precisar de mais complexidade que as alternativas.

Um exemplo de oferta direta é a página de conversão que a Mirago usa para o Plano PRO. Vamos explorar melhor os elementos que compõe uma landing page desse tipo mais à frente no texto.

Oferta Indireta

Uma oferta indireta quer dizer que você não está oferecendo o seu produto final para o cliente naquela landing page. Isso quer dizer que mais trabalho será realizado depois da conversão para que os dados obtidos ajudem a fazer uma venda.

A oferta indireta é muito usada dentro do inbound marketing com a intenção de trazer leads para sua base. Essas leads são depois trabalhadas e entregues para a equipe comercial ou encaminhadas por automação para uma página de conversão de oferta direta.

Como fazer landing pages?

Existem muitas dúvidas de como se fazer uma landing page. Muitas pessoas pensam que é algo que deve ser super elaborado e planejado, mas a verdade é que existem ferramentas que ajudam com a fazer páginas de conversão.

Mesmo quando feita por conta própria, a landing page não costuma dar tanto trabalho quanto muitos imaginam. Basta conhecer os elementos que a compõe para ter certeza de que ela será eficiente.

Ferramentas próprias

Existem diversas ferramentas de marketing digital que oferecem a possibilidade de montar uma landing page de forma prática. Em geral, elas fazem uso de subdomínios do seu site para isso.

Alguns exemplos de ferramentas que ajudam com a criação de páginas de conversão são o LeadLovers e o Unbounce. Até mesmo o RD Station conta com uma ferramenta do tipo em seu aplicativo.

Pelo WordPress

Se o seu site é WordPress, também dá pra fazer uma Landing Page fazendo uso do Elementor. Isso pode ser uma economia, já que não exige que você tenha uma ferramenta apenas para criar as páginas.

Para criar uma página de conversão pelo WordPress, você vai precisar conhecer os elementos básicos de uma landing page. Só assim terá certeza que está fazendo uma landing page eficiente.

Elementos das Landing Pages

Todas as landing pages precisam ter os elementos a seguir, mas o esforço de convencimento pode ser maior, no caso da oferta direta, ou menos complexo, como no caso da oferta indireta.

Isso acontece porque a oferta indireta é percebida como “gratuita” pelo visitante, que paga com informações pessoais. Já a oferta direta envolve dinheiro e está relacionado com o objetivo final do seu negócio, então precisa de um pouco mais de dedicação.

Proposta única de valor

O primeiro elemento a ser trabalhado numa landing page é a proposta única de valor (chamado em inglês de USP – Unique Selling Proposition).

A ideia é que você tenha uma abertura da sua landing page que mostre porque seu produto ou serviço é único, diferente daquele oferecido pela concorrência. Isso pode vir apoiado de um texto de apoio, curto, que o complemente.

Imagem ou vídeo de impacto

Você pode usar mais do que apenas uma mídia. Mas é preciso ter uma imagem ou vídeo de impacto que chame a atenção e conquiste o visitante.

A melhor escolha é ter uma imagem ou vídeo produzida especialmente para você ao invés de comprar de um banco de imagens. Mas se não for possível, basta que seja uma imagem de qualidade e capaz de ajudar a passar a ideia sobre a qualidade do seu produto.

Benefícios

É importante listar os benefícios trazidos pelo seu produto ou serviço. Isso é diferente de passar as características dele. Não foque tanto no produto em si, mas no que ele traz para a vida da pessoa.

Não adianta, por exemplo, falar que a bateria do notebook que você está vendendo dura o dobro de tempo do que o da concorrência. Você precisa dizer que a pessoa terá mais autonomia para usar o computador por um longo tempo longe de tomadas.

Diferenciais

Os diferenciais são tudo aquilo que torna sua empresa diferente das demais. Isso é importante, principalmente em mercados em que os produtos parecem não ter diferença de um fornecedor para o outro.

Liste os diferenciais de forma que chamem a atenção.

Prova social

A prova social é a confirmação, feita por clientes, que a sua qualidade é real e que o que foi prometido realmente foi entregue. Para isso, você pode listar logotipo de empresas que são seus clientes, relatos, certificações dadas pelo mercado e muito mais.

Liste ao mesmo tempo estatísticas (“mais de dez mil clientes satisfeitos”) quanto relatos reais (“Fez toda a diferença para mim”).

Isso é um passo que ajuda o cliente a ter a segurança de fechar a compra do serviço ou produto de forma mais tranquila.

Call to Action

O Call to Action (CTA) é literalmente um “chamado à ação”. Por exemplo: assine já. O copywrite de um CTA eficiente usa um verbo para gerar urgência.

Lembre de colocar ao menos um CTA antes de ser necessária a rolagem para continuar vendo a landing page. Isso vai ajudar a converter.

Página de Agradecimento

A página de agradecimento é aquela onde o cliente cai depois de realizar a compra. O ideal é que ela tenha outros links para seguir sua empresa em redes sociais, compartilhar o fato de ter feito a compra ou ir parar em outra landing page de produto.

O ideal é que a página seja personalizada e mantenha contato. A estrutura de uma página de agradecimento deve favorecer a ideia de que o cliente promova o seu produto para seus amigos ou continue explorando o site.

Conta pra gente nos comentários qual o seu Call to Action favorito para seu produto!

O post Landing Pages: o que são e como fazer? apareceu primeiro em Mirago Marketing Digital.

Fonte: Blog – Mirago Marketing

Deixe um comentário